Industrialização por encomenda: descubra o que é e quais benefícios traz para o seu negócio

Uma das principais queixas dos lojistas do setor joalheiro é quanto à incidência de impostos sobre os produtos, que, por sua elevada taxa, podem diminuir os lucros da empresa e, em alguns casos, fazer com que optem por trabalhar de maneira informal, apesar dos riscos que isso impõe.

Na contramão desse processo temos a industrialização por encomenda, uma operação totalmente legalizada que apresenta impostos reduzidos, gerando mais lucratividade e se tornando um diferencial em relação à concorrência.

Se ainda tem dúvidas se deveria implantar a industrialização por encomenda no seu negócio, vamos te explicar o que é, como funciona e quais os benefícios dessa prática.

Vamos lá?

O que é a industrialização por encomenda:

A industrialização por encomenda é uma forma de gerar mais eficiência nos processos de contabilidade de joalherias e, consequentemente, trazer mais economia na tributação de impostos incidentes.

O processo consiste em substituir as operações de compra de produtos acabados (joia pronta) por operações de compra de matéria-prima (ouro), que, posteriormente, será enviada à industrialização, que produzirá as peças para comercialização.

Como funciona a industrialização por encomenda:

• O lojista adquire o ouro (ativo financeiro);
• Emite uma DANFE de entrada incluindo os dados dos documentos de aquisição;
• Verifica se há necessidade de recolhimento da diferença da alíquota de ICMS (no caso de a aquisição ter sido feita em um Estado diferente do domicílio fiscal do destinatário);
• Após dar entrada em seu estoque, o lojista encaminha o ouro para seu fornecedor por meio de uma Nota Fiscal de Remessa para Industrialização;
• O fabricante devolve o produto (joia pronta) por meio da Nota Fiscal de Retorno de Industrialização por Encomenda;
• A tributação ocorre apenas sobre a mão de obra e os materiais aplicados, de acordo com seu regime fiscal (Simples, Lucro Real ou Presumido);
• Ao receber o produto (joia pronta), o lojista faz a comercialização normalmente e apenas na venda deve separar o faturamento entre os produtos adquiridos prontos e os industrializados por terceiros.

Quais os benefícios da industrialização por encomenda:

• Operação 100% legal, sem os riscos que a informalidade impõe à empresa;
• O imposto que incide sobre o ouro será cobrado apenas uma vez – somente sobre os insumos agregados e a mão de obra utilizada;
• Ganho de competitividade comercial em relação ao concorrente que não opera nesse tipo de sistema;
• Adequação dos estoques contábeis aos estoques físicos;
• Oportunidade de criar uma estratégia fiscal e contábil previsível e vantajosa.

Importante: o que é necessário para o lojista poder operar a industrialização por encomenda?

É necessário adequar o CNPJ junto à Secretaria da Receita Federal, para inclusão do CNAE secundário de indústria, assim como adequar o Contrato Social para prever a atividade de industrialização por terceiros.

Lembrando que, em qualquer regime fiscal, é possível operar a industrialização por encomenda, entretanto os que optam pelo Regime Simplificado conseguem a máxima eficiência tributária.

Resumindo: a industrialização por encomenda permite equilibrar o setor financeiro da empresa, já que o valor da matéria-prima é retirado da base de incidência dos impostos da nota fiscal do fabricante. Com isso, gera competitividade frente aos concorrentes que não utilizam essa prática.

Vale destacar que se trata de uma operação totalmente legalizada e que o grande diferencial está ligado ao planejamento tributário, o que um bom escritório de contabilidade com especialização no segmento joalheiro pode fazer por você.

E aí, precisa de ajuda para implantar a industrialização por encomenda? Fale com a Sigma!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.